Uncategorized

Na tropa…

Blowjob

Na tropa…
…ora em 99 para 2000 eu andava no exercito a cumprir o serviço obrigatorio e vinha passar os fins de semana a casa…chegava sexta de noite e tinha q ir domingo de tarde para não perder o comboio do Entroncamento para Sta. Margarida. Estive com amigos ate mais tarde e acabei por ir eram umas 19h para a estaçao de Sta Apolonia com ideia de apanhar o ultimo…assim foi.
Apanhei o comboio fiz a tal viagem ate ao entroncamento cheguei eram pouco mais q 9 da noite fardado e com a mochila…chego a estação e pergunto a um funcionario da estação se havia comboio para Sta Margarida ao q ele responde o primeiro é as 5h30 da manha…ok fui para a sala de espera da estação fikei cheio de sono e deitei-me nos bancos de madeira corridos…cheio de frio…lá adormeci.
As tantas ouço tossir ,olho esta um homem c os seus 40 ou 45 anos eu tinha 20 na altura…sentado…e diz:
-Boa noite acordei te? eu disse…:
-Não faz mal!! Ele insiste em falar e dizia q estava frio…que tinha passado ali e estava a ver se arranjava um horario…eu com o sono e meio acordado fui falando e eu via-o muito simpatico comigo e pensei será q é gay e disse pra mim se ele insinuar aceito…ele as tantas diz:
-Está frio… eu vivo sozinho…podes te esticar no sofa até me da pena estares nesse desconforto…e amanha de manha levo te ao quartel…inconsciente dos perigos e a curiosidade por caralho pereceu-me boa ideia…e fui…tinha um mercedes grande cinza eu soltei-me mais com a conversa do carro ele gabava o carro etc…entretanto chegamos a casa dele uma vivenda pequena ,estacionou saimos…entramos em casa…e então começo a reparar nele alto devia ter 1’90 ou 1’92m alto entroncadão uma barriguinha…e um enchumaço na breguilha …akilo suscitou-me a atenção…ele diz:
-Vou ao quarto põe-te a vontade… e aparece me de cueca , t-shirt e eu n consegui resistir e olhei para o enchumaço e nisto diz a rir e a mexer no pau :
-Andas na tropa ja viste mais gajos de cuecas e tu gostas de gajas n tem mal né?…eu so pensava que queria que ele fosse gay e tentasse qualquer coisa… ja sentados na sala ,eu no sofa onde eu era para dormir e ele no sofa pekeno depois dele beber uns 3 ou 4 whiskys eu olho para o meio das pernas dele reparo q ele estava com o caralho entesoado …vejo a mão dele a entrar na cueca, puxa o pau pra fora vejo akilo crescer era grosso mas grosso empinado pra cima uns bons 19 ou 20cm e diz:
-Podes mexer eu já vi q gostas de piça, não tiraste os olhos desde q vim de cuecas e sentei aqui e eu adoro cu grande e gordo,es bom gajo qd entrei na estação e te vi deitado c esse cu gordo tipo de gaja virado pra mim qd estavas a dormir só pensei no meu caralho te penetrar…adorava te comer essa peida grande…eu respondi:
-E keres me comer o rabinho…ele ageitou-se e agrarrou o caralho e disse :
-Rabinho? desse tamanho??Isso é um verdadeiro cuzão melhor q o de muitas mulheres…a bater a punheta diz-ma assim:
– Gostas paneleira ? Mama nele …estas doidinha puta gorda va chupa…ajoelhei-me agarrei nakele caralho grosso e passei lingua a lamber o liquido lubrificante da cabeça…e abocanhei-o enquanto ele me fazia festas na cara…chupei-lhe o caralho com vigor c a boca toda até onde cabia…era todo rapado chupei-lhe os testiculos…ele batia me c o pau na lingua…as tantas diz me :
-Puta gorda,cu grande bom,adoro paneleiras gordinhas…vamos subir? eu disse:
-Claro, temos mais espaço…?perguntei e ele responde :
-Sim, cama de casal…pra te rebentar esse cuzão…e eu disse:
-Não isso não só te chupo…ele diz:
-Vamos ver se resistes, sobe á minha frente kero ver isso mexer…claro q eu não queria resistir, eu subi á frente e confesso que me evidenciei rebolei o rabo pra ele…já no quarto ele deitou-me, beijamos-nos muito eu sentia akele pau rijo na minha perna agarrei nele e mamei-lhe o pau bem a vontade, entre beijos apaixonados e mamadas ,uma horinha … ele tratava-me como puta femea… “putinha do pai”,”Paneleira tesuda”,”porca”entre outros adjectivos q adoro e ele diz:
-Quero te ir ao cu gorduxinha…eu disse :
-Não!!!ele diz…:
– Plo menos roçar em ti…concordei…e disse-lhe:
-Só roçar em mim… ele estava de barriga pra cima ja sem roupa nenhuma…homem grande erecto…pau grosso grande com as veias salientes pulsava…ele diz:
-Vem cá, beija teu homem…eu desfardei ,descalçei, tirei as calças sentei ao colo dele de perna aberta de frente para ele eu estava so de boxers e sentia akele caralho rijo por baixo de mim…ele a roçar em mim com as mãos dele nas minhas pernas a me pressionar contra a verga…ele respirava fundo e tremia apertava-me ,apalpava-me o cu por dentro das boxers e mordia meus mamilos…e dizia:
-Tira a cueca eu não meto…Eu tirei as boxers levantei a pernoca e sentei em cima dele a precorrer-lhe o pau com o meu cu… passei saliva na mão disfarçadamente…lubrifikei o rabo disfarçadamente…apontei no sitio e prendi-lhe o pau com a mão pronto a me penetrar na esperança dele perder o controlo e me espetar fundo, encostei minha barriga na dele e mal o beijo ele agarra-me pla cintura como um abraço e mete a cabeçona dentro…aquilo doi-me,dou um grito fino tipo gaja mesmo e ele c carinho diz :
-Tas confortavel gorduxinha?Queres q tire amor…mas com as mãos grandes dele no meu rabo tipo a forçar me e a entrar lentamente…eu a gemer respondo…:
-Sai …tira…já não faço isso a muito tempo…é melhor não…e ele diz:
-Há quanto tempo?eu respondo:
-Mais de dois anos…envergonhado…e com uma coisa a subir por mim a cima completamente em modo puta desejoso de ser todo rebentado digo…:
-Faz amor comigo… a bruta…fode meu cu rebenta-me…ele diz :
-Esse cu ja não é mais teu, é meu…kero come-lo todos domingos…sou bi e vivo sozinho…posso te pegar na estação e te levar ao quartel todos domingos q dizes ser a minha puta?…e metia fundo e segurava-me contra ele a esventrar-me por dentro…eu disse:
-Fode tua gorduxa…ele abraçou me com muita força eu deitado com minha barriga na dele e começou a meter até ao fundo bem devagar senti me a alargar devagar dor aguda a aumentar a cada centimetro q encavava em mim eu gemia alto e dizia-lhe :
-Não aguento papi para…ele diz:
-Cala-te gorda… satisfaz o teu homem…e começou a bombar no meu cu rapido e a bruta sem dó…eu preso nos braços dele e contra ele… sem forças de tanta tesão…estava a ser esventrado ,alargado …sem coragem para agir…apenas me deixei submeter a ele…ele para e diz:
-Mete de 4…eu ageitei m e ele diz:
-Deita a cara na cama ,empina essa peida para o dono…ele mete-se de pé na cama e com uma mão nas minhas costas junto aos ombros a me empurrar contra a cama e sinto akele caralho rijo tipo pedra a tocar no meu olhinho do rabo e estava ja durido a entra duma vez e a bater no fundo a dor do alargar…deu me um fodão nakela posição…e ao fim de umas 3 horas a rebentar me as costuras todas veio-se em urros a****lescos a meter c tda a furia q ele tinha fundo sem piedade de me aleijar quanto mais dizia q me estava a aleijar mais bruto ele ficava…era so o prazer dele q ali contava… uma dose cavalar de esporra eu senti o quente o pulsar do caralho dele dentro de mim quando me emprenhou …fikou dentro de mim ate amolecer eu escorria esporra com sangue do meu rabinho todo durido alargado e rasgado…depois tomamos banho ainda me espetou no rabo no chuveiro mas foi para eu me vir…ainda levei outros 25 a 30 min no chuveiro de pe…c akele caralho grosso…ate q me vim sem masturbar me…escusado sera dizer q começei a passar os fins de semana a ser mulher dele …autenticamente.

Bunlar da hoşunuza gidebilir...

Bir cevap yazın

E-posta hesabınız yayımlanmayacak. Gerekli alanlar * ile işaretlenmişlerdir